sexta-feira, 12 de março de 2010

Te procuro nos azuis
no coração e no nome
Não encontro nada,
nem teus olhos azuis e tua boca rosada.
Talvez nos azuis que procuro
haja somente o vazio e a escuridão.
Você escondido em outro lugar.
Cores e tons diversos,
para eu nunca te encontrar.

Um comentário:

Rúbia disse...

Poema mais Lindo, cada vez me surpreendo mais, Érika, com você - poetisa!!!